Projeto Samu nas Escolas abre 46 vagas para novos acadêmicos em 2019

Com atividades lúdicas, dinâmicas e dramatizações, o “Samu nas Escolas” tem conseguido conscientizar crianças e adolescentes sobre os prejuízos que os trotes causam ao Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) em Alagoas. Para reforçar a equipe de acadêmicos do projeto de extensão, executado em parceria com a Universidade Federal de Alagoas (Ufal), foram abertas 46 vagas para o ano de 2019, com o lançamento do edital 001/2019 da Faculdade de Medicina (Famed) da Ufal.

As inscrições tiveram início nesta sexta-feira (8) e prosseguem até o dia 13 de fevereiro. Podem concorrer às vagas os alunos de Enfermagem, Serviço Social e Medicina de faculdades e universidades de Maceió. As ações são desenvolvidas com crianças e adolescentes de escolas públicas e particulares da capital alagoana.

De acordo com Goretti Bastos, assistente social do Samu Maceió, as atividades acontecem todas as sextas-feiras. Do total de vagas, 28 serão destinadas para o período da manhã e as outras 18 para o turno da tarde.

“Todo o processo será dividido em três etapas e, para isso, o candidato deve preencher o formulário de inscrição, passar por uma entrevista e apresentar um tema envolvendo casos de urgência e emergência. Após a seleção dos novos acadêmicos, eles passarão por uma capacitação em primeiros socorros”, explicou a assistente social.

Durante as atividades, as crianças aprendem o que fazer em situações de urgência como engasgos, quedas, choque elétrico, desmaios e queimaduras. Goretti Bastos ainda falou sobre a dinâmica utilizada pelo projeto junto às crianças.

“As turmas são divididas em estações com temas diferentes e as informações passadas para os alunos são de fácil assimilação. O propósito é que eles se tornem agentes multiplicadores desse conhecimento e possam orientar as famílias, vizinhos e colegas sobre quando ligar ou não para o 192, evitando passar trotes”, afirmou.

Para o major Dárbio Alvim, supervisor do Samu, esse projeto tem trazido resultados excelentes para a instituição, em relação à redução das chamadas falsas. “O Samu nas Escolas é o nosso projeto mais importante, voltado para educação e conscientização. Com as diversas ações desenvolvidas desde 2014, temos diminuído os trotes cada vez mais. Ano passado, o índice dessas ligações criminosas, somente para a Central do Samu Maceió, foi de 54%, mas esse número já chegou a passar dos 70%”, salientou, ao acrescentar que, em 2018, a Central do Samu Maceió recebeu 361.677 ligações para o número 192, sendo 195.366 trotes, o que totalizou 54% das chamadas.

Mais informações sobre o processo seletivo podem ser obtidas no edital, acessando o link https://bit.ly/2TxkoJk, e a ficha de inscrição está disponível no endereço eletrônico https://bit.ly/2TCOMCg. Qualquer esclarecimento pode ser obtido através do e-mail samunasescolas.ufal@gmail.com.

Ascom – 08/02/2019